Alcântara, no Maranhão, é roteiro de lendas e muito mistério

Alcântara, no Maranhão, é roteiro de lendas e muito mistério

turismo-alcantara-maranhao-02“Se não chover nem ventar, se a lua e o sol forem limpos e houver festa pelo mar, ir-te-ei visitar…” Assim, Cecília Meireles inicia um de seus poemas, com um verso que se encaixa perfeitamente nas condições climáticas ideais para a viagem de uma hora de barco, entre São Luís, capital do Maranhão, e a cidade de Alcântara.

Fundada em 1648, Alcântara que chegou a ser uma das mais ricas cidades do Maranhão – entre os séculos 18 e 19 – é um lugar encantador, e apesar de há poucas décadas ser classificada popularmente como fantasma – já que muitos moradores partiram em busca do desenvolvimento pessoal, ela voltou a viver, com suas cores, formas, em ritmo tranquilo, e com muitas boas histórias contadas, por seus orgulhosos moradores.

Se a viagem em pleno mar até Alcântara é algo bastante intenso, desembarcar em um pequeno deck e dar de cara com uma pequena cidade repleta de ruínas e obras inacabadas é impressionante. É necessário estar desprovido de um roteiro bem estruturado ou até mesmo de luxo. O bom mesmo é chegar por lá e deixar-se levar pelas surpresas de cada esquina. Se a princípio podemos nos imaginar caminhando por aquelas ladeiras em séculos passados, Alcântara nos lembra logo que o Centro de Lançamento de Foguetes e Naves Espaciais da cidade pode nos enviar direto para o futuro.

Curioso? Acredite, o lugar é puro mistério, daqueles com direito a lendas, romances avassaladores, e histórias da época imperial. Portanto, entre na onda e nem pense, ao pisar em terra e avistar a primeira ladeira, pegar um moto-táxi. É necessário caminhar, observar as pedras que formam desenhos geométricos e maçônicos pelo chão da rua. É necessário passos lentos para entender a calmaria da cidade, que contabiliza 18 mil habitantes, mas que na verdade abriga apenas 4.000 por lá.

Conheça todo esse roteiro acessando o link.

Fonte: Notícias do Dia